Claudio Borges

Technical blog about Linux, BSD, Mac OS X, Games and etc.

Archive for the ‘sistema de arquivos’ tag

GlusterFS – Um sistema de arquivos para alta disponibilidade

with 2 comments

Depois de um longo tempo sem publicar nada no blog, estou de volta com um assunto interessante: GlusterFS.

Neste artigo irei mostrar como instalar e configurar o GlusterFS para criar um sistema de armazenamento de alta disponibilidade utilizando 2 servidores. Ambos os servidores serão client e server e cada servidor será espelho do outro onde os arquivos serão replicados automaticamente entre eles, ou seja, uma espécie de raid 1 via rede.

GlusterFS é um sistema de arquivos distribuído, capaz de escalar vários petabytes. Ele trabalha sob infiniband RDMA ou tcp/ip. Os desenvolvedores recomendam os sistemas de arquivos Ext3 e Ext4. Outros sistemas de arquivos, como ZFS, ReiserFS, btrfs, JFS, também funcionam, mas não foram amplamente testados. XFS tem vários problemas de desempenho devido a sua implementação atributos estendidos, se você optar por usar XFS seu desempenho utilizando Gluster será reduzido em pelo menos 60%.

Para seu funcionamento, você não precisa de nada em especial, pode utilizar seu hardware já existente, como por exemplo servidores com discos Sata/Sata-II ou ISCSI/SaS.

Os dados dos servidores a serem utilizados neste artigo são:

[text]
Servidor 01: 192.168.0.10
Servidor 02: 192.168.0.11
diretório a ser compartilhado: /var/www
[/text]

É interessante você adicionar as seguintes entradas no /etc/hosts de cada servidor:

[bash]
192.168.0.10 servidor01
192.168.0.11 servidor02
[/bash]

Como em artigos anteriores, este aqui também é baseado em debian. Os pacotes que iremos utilizar são glusterfs-client e glusterfs-server e a instalação segue o mesmo procedimento:

[bash]
apt-get install glusterfs-client glusterfs-server
[/bash]

Depois de instalar os pacotes, entre no diretório /etc/glusterfs, nele você verá os seguintes arquivos:

[text]
glusterfs.vol
glusterfsd.vol
[/text]

O primeiro arquivo é responsável pela configuração do client e o segundo do server. Como os servidores serão client e server ao mesmo tempo, a configuração destes arquivos precisa ser idêntica em ambas as máquinas.

Renomeie os arquivos e adicione .default ao final de cada um deles:

[bash]
cd /etc/glusterfs
mv glusterfs.vol glusterfs.vol.default
mv glusterfsd.vol glusterfsd.vol.default
[/bash]

Crie o arquivo /etc/glusterfs/glusterfs.vol com o seguinte conteúdo:

[text]
# /etc/glusterfs client configuration file
#
volume client01
type protocol/client
option transport-type tcp/client
option remote-host servidor01
option remote-subvolume brick
end-volume

volume client02
type protocol/client
option transport-type tcp/client
option remote-host servidor02
option remote-subvolume brick
end-volume

volume replicate
type cluster/replicate
subvolumes client01 client02
end-volume

volume writeback
type performance/write-behind
option aggregate-size 1MB
subvolumes replicate
end-volume

volume cache
type performance/io-cache
option page-size 512MB
subvolumes writeback
end-volume
[/text]

Crie o arquivo /etc/glusterfs/glusterfsd.vol com o seguinte conteúdo:

[text]
# /etc/glusterfs server configuration file
#
volume posix
type storage/posix
option directory /var/www
end-volume

volume locks
type features/locks
subvolumes posix
end-volume

volume brick
type performance/io-threads
option thread-count 8
subvolumes locks
end-volume

volume server
type protocol/server
option transport-type tcp
option auth.addr.brick.allow 192.168.0.10,192.168.0.11
subvolumes brick
end-volume
[/text]

Para entender melhor as opções usadas nas configurações, sugiro dar uma lida na página de translators.

Com os arquivos configurados, inicie o daemon com o seguinte comando:

[bash]
/etc/init.d/glusterfs-server start
[/bash]

Adicione a seguinte entrada no /etc/fstab de ambos os servidores:

[text]
/etc/glusterfs/glusterfs.vol /var/lib/glusterfs glusterfs defaults 0 0
[/text]

Crie o diretório /var/glusterfs e monte o diretório:

[bash]
mkdir /var/glusterfs
mount -a
[/bash]

Agora com tudo pronto em ambos os servidores, vamos realizar os seguintes testes:

[text]
– No servidor 01: Salve alguns arquivos no /var/glusterfs.
– Conecte no servidor 02 e veja se os arquivos estão lá.
– Execute um reboot no servidor 01.
– Veja se tudo está ok no servidor 02.
– Salve alguns arquivos no servidor 02.
– Quando o servidor 01 voltar, verifique no /var/glusterfs se os arquivos que você salvou quando ele estava fora foram replicados.
– Repita o procedimento mudando a ordem do servidores.
[/text]

Você deve estar se perguntando porque estou me baseando no diretório /var/glusterfs e não no /var/www, isto porque para a replicação funcionar, os dados precisam ser gravados no /var/glusterfs.

E isto é tudo. Estando todos os testes ok, você agora tem um raid 1 vai rede :).

Written by but3k4

April 18th, 2011 at 9:23 pm